Localizada no centro histórico de Fortaleza, funciona atualmente num Casarão de 1954, requalificado à luz de seu desenho original. O projeto ocupa também outros dois imóveis contíguos, dentre eles, a Casa do Barão de Camocim, uma das obras arquitetônicas mais antigas da Cidade, construída em 1870.

As edificações

As três edificações que compõem a Vila das Artes foram adquiridas no ano de 2005. Não por acaso, o Centro da Cidade foi escolhido para abrigar o projeto – uma área de intenso fluxo, bem servida de transporte urbano, mas com alto índice de degradação. A ocupação quase que exclusiva do comércio dá ao lugar um aspecto de abandono após as 18 horas, privando a maioria da população de frequentar as ruas, os imóveis e as praças que deram início a esta Cidade.

Propomos uma nova forma de ocupação do espaço urbano. O primeiro bloco da Vila das Artes, inaugurado em 19 de setembro de 2008, abriga as atividades de formação e o funcionamento administrativo, com 5 salas de aula, 3 ilhas de edição, ateliê, sala de dança, laboratório de informática, biblioteca e mini-auditório. O bloco 2 deverá abrigar uma sala de cinema, estúdio de áudio, ilhas de edição e salas administrativas. O bloco 3 deverá ceder espaço para uma biblioteca especializada em cultura e arte, uma videoteca, um centro de artes visuais e um café. Importante observar que este terceiro imóvel é a Casa do Barão de Camocim, uma das obras arquitetônicas mais antigas da cidade, construída no final do século XIX e tombada pelo patrimônio histórico municipal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *