Estímulo à Autonomia no processo de formação

A Escola Pública de Audiovisual da Vila das Artes foi criada em 2006 a partir da decisão política e da necessidade de implementar projetos de formação na área das artes, que potencializassem processos de criação e abrissem espaço para o debate e o pensamento com os diversos circuitos da cidade. Nesse contexto, surgiu mais do que uma escola nos modelos tradicionais: criou-se um espaço propício para que professores, alunos, coordenadores e convidados pudessem encontrar suas próprias respostas para as diversas questões que envolvem o audiovisual. Por esse viés, em primeira instância, o que se busca é a tomada de consciência e a responsabilidade do educando sobre o seu próprio processo de formação e da relação dessa formação com a esfera pública e com a cidade.

Método de trabalho horizontalizado

É possível, sim, pensar uma escola de audiovisual que incentive métodos de trabalho que não reafirmem os sistemas hierárquicos e a excessiva compartimentalização do trabalho em equipe, reproduzindo um modelo, onde o processo criativo passa a ser privilégio de uma pequena parte do grupo e não uma experiência a ser partilhada entre todos. Entender o trabalho coletivo como um ato prazeroso de troca de informações e afeto é ir além de definir competências e cobrar resultados.

Formação Técnica

Nossos programas tratam de questões relativas à imagem e ao som, aos múltiplos códigos deles derivados, aos seus usos socioculturais, às elaborações de natureza teórica atuais e suas práticas singulares na esfera do audiovisual, dando condições para que todos possam expressar sua própria cultura e reinventá-la. Entendemos que fazer parte da Escola é ajudar na construção invetiva de uma cena audiovisual local e nacional.

A Escola Pública de Audiovisual oferece constantemente cursos teóricos e técnicos de câmera, roteiro, produção, figurino, edição, captação de som, cenografia, crítica e outros. Oferece turmas para iniciantes e profissionais que já atuam na área e precisam de requalificação.